segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Quase lá...

Ufa!!! Depois de dias usando a internet feito água em racionamento, enfim posso desfrutar do deleite da net sem limites!!! Yeeeeahhh!!! Bom, mais ou menos: minha net não é uma Brastemp, mas dá pro gasto.

Recém-chegada de Santiago do Chile!!! Sério, eu me apaixonei por aquela cidade...nunca conheci um povo tão acolhedor e educado como eles!!! A cidade é muito bonita, moderna, limpa - igualzinho Sampa!!! =P. O nosso Natal por lá não poderia ter sido mais bizarro. Depois de confirmar com uma local se os bares estariam abertos, qual a nossa surpresa quando saímos do hotel e encontramos tudo...FECHADO??? Rolou foi um sopón de Natal, mas com direito a amigo secreto e muitas piadas!!! Mas o melhor foi sobrevoar os Andes...coisa linda demais!!!


Esse ano não posso reclamar de nada. Apesar dos tropeços, o saldo foi bastante positivo. O papai Noel até me deu um presentão maravilhoso em forma de gente...mas disso eu não falo aqui...rs. O Ano tá quase no fim...eu me assusto as vezes de ver como o tempo tá passando rápido!!! Espero que todos tenham tido um bom Natal. E pra quem fica, um ótimo ano Novo!!! Afinal, mais uma vez: Bahia, aí vou eu!!!

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Santa Claus is coming to town

JustificarDe todos os feriados do ano, o Natal é o que mais mexe comigo. Positivamente e Negativamente. Talvez pelo fato de a tv explodir com ofertas pra se pagar algo em N vezes (isso me irrita profundamente), ou de cidade ter uns bilhões de lâmpadas a mais que o normal (isso me fascina - adoro luzes de Natal!!!), o negócio é que ninguém se livra da influência do Natal. Quando eu vejo as pessoas falando ao telefone, é notável o tom que elas usam: muito mais ameno do que o resto do ano. Você ouve na rua as pessoas desejando boas festas, pessoas dando mais moedinhas pros mendigos. O trânsito também sofre cada vez que um carro passa pela frente de um dos prédio enfeitadésimos da Paulista.

Parando pra pensar, o que será que passa pela cabeça das pessoas? Será que existe no ar uma certa obrigatoriedade em ser uma pessoa melhor??? Ou tem alguma coisa de verdadeiramente mágico no Natal??? "No creo en las brujas. Pero que las hay, las hay". Mesmo sabendo que não existe, prefiro acreditar que seja mágica. Uma mágica que vai fazer com que as coisas voltem aos trilhos no próximo ano.

Muita coisa aconteceu em 2008. Coisas ruins. Coisas não tão boas. Coisas boas e coisas maravilhosas. É um ano em que eu definitivamente tenho muito o que agradecer. Acho que consegui amadurecer em muitos pontos da minha vida. Aprendi coisas que achava impossível que um dia eu aprendesse. Aprendi - na prática - que se a gente quer que as coisas funcionem, uma dose extra de esforço, determinação e humildade são essenciais.

Espero sinceramente que 2009 seja o ano da consciência, e que as pessoas se dêem conta de que cada vez mais agir é necessário. Que as pessoas façam mais, e critiquem menos. Que amem mais, e destruam menos. Que sorriam mais, e façam chorar menos.

Pra todos, um 2009 diferente. Um 2009 de oportunidades. Quem cria é o "acaso". Mas aproveitar ou não aproveitar é opção de cada um de nós.

(Além do mais, um pouquinho de felicidade, saúde, prosperidade e alegria não faz mal pra ninguém!!! Meninas, a foto abaixo é pra vocês!!! Feliz Natal!!!!=D)


sexta-feira, 28 de novembro de 2008

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Pós-feriado... e a preguiça chegou antes

Não vou mais jurar nada!!! Juro!!!

Ops, velhos hábitos são difíceis de largar...

Mas enfim, o negócio é o seguinte: depois de passar por mais de 2 meses num curso torturante, passar por uma prova traumática (uma não, DUAS), minha vida tem sentido novamente! (Ou não). Hoje é o (suposto) dia em que o gabarito do raio das provas sai. Mas eu entro no site da Fundação Carlos Chagas e os bostas não postaram nada ainda!!! Grrrrrrrr q raiva!!! Isso é de propósito!!! Aqueles ditadores...

Na minha primeira semana de liberdade condicional (porque ainda trabalho, veja bem), eu não fiz muita coisa. Coloquei em dia várias das séries que eu tinha parado de ver por causa do supracitado concurso, adiantei várias outras, retomei minhas leituras, voltei a planejar os eventos e viagens, e fiquei triste com o cancelamento de Pushing Daisies e Eli Stone (duas séries divertidíssimas - Damn you, ABC). Não vou entrar no mérito, tamanha minha revolta.

Gente, o curso: sério, tinha muita gente famosa na minha sala...pena que não tirei foto de todos. Algumas das figuras ilustres eram tão estranhas que eu não tenho palavras pra descrevê-las...não, tenho sim:

1) Merendeira

Essa me tirou muitas noites de sono. Cada vez que eu a via fazendo aquele bico de chupeteira, o apocalipse batia na porta. Era uma senhora bicuda que adorava dar patadas nos professores, que usava calça menor do que a bunda 56 dela permitia, e só abria a boa pra falar besteira. A patada master foi quando ela falou pro professor que não precisava se referir aos número romanos por "xizinho" e "pauzinho" porque ela sabia como escrevia. Sério, e quem não sabia? Nenhuma das vezes ela levantou pra ensinar os pobres coitados da sala a diferenciar L de D em romanos. O apelido se dele à leve semelhança àquelas adoradas tias da merenda das escolas públicas (não é preconceito; eu adorava a tia da merenda da minha escola, que era pública).

2) Tio Chico

Professor de Informática. Era uma mistura de Tio Chico da Família Addams com gazela do sul, porque o biquinho que ele fazia era do tipo "Você poóódche salvar as informações no disco rígido (ui)". Tadinho, ele não era má pessoa. Mas a aula dele era um porre. Meu pai do céu. Na verdade eu só consegui assistir duas, porque ouvir ela falar de Drive por 4 horas era mais do que minha pobre cabeça conseguia aguentar.

3) Tosco

Outro do time do "Póóóoódche". O jeito que ele colocava o cabelo inexistente dele atrás da orelha...hum...sei não viu. Mas o cara tinha o dom de acabar com meus tímpados, porque de 5 palavras, uma ele gritava: "...o ATO administratívo é IRREVOGÁAÁÁÁVEL...!!!" (aaaaai meu ouvido, seu %#$#$*#¨$).

Aí tinha o Lex Luthor, o Alexandre Nardoni, a Mulan, a Emília, o Clodovil...dentre outras figuras memorávies. Sério, eu devia ter tirado uma foto da sala inteira. Pelo menos pra postar aqui com o rosto desfocado. Mas devia ter tirado. Saco.

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Everybody lies

Confesso: eu tô viciada em House!!! Ele é um fdp dos grandes, mas impossível não se render ao charme carrancudo dele. O cara SABE o que fala. E quando não sabe, FINGE que sabe, e todo mundo acredita!!! Junto com toda a minha neura televisiva, eu acabei de devorar as primeiras 3 temporadas em tempo recorde!!! E até pulei de alegria quando, enfim, ele deu uns pegas na Cuddy (eu tive que baixar o episódio da temporada atual). O pessoal da Globo.bom bolou essa lista, que, de verdade, me colocou em um quase em estado terminal na houseologia, porque tenho quase todas essas síndromes... rs (E eu quero um Wilson!!!!!!!!!!! Uhauhuauhahuahuauh)

Você sabe quando está assistindo House demais quando:

1.DUVIDA DOS DIAGNÓSTICOS DE SEU MÉDICO
É apenas uma gripe, doutor? Nada disso. Tenho certeza que é aquela infecção que ataca o cérebro, ou então, uma doença auto-imune que está aos poucos destruindo meu organismo. Quem vê muito HOUSE só acredita nos diagnósticos mais imprevisíveis

2.PERDE AMIGOS,MAS NÃO PERDE A PIADA
Depois de rir com tantas piadinhas ofensivas de House, você se pega zoando seus amigos sem papas na língua. Com tanto sarcasmo vindo à tona, ninguém é perdoado

3.ACREDITA QUE TODO MUNDO MENTE
Não importa se é amigo, parente, namorado ... Todo mundo mente. Esta é a máxima pela qual House vive e diagnostica seus pacientes. Os fãs mais obcecados do médico também acreditam nisso

4.SABE O QUE É TOMOGRAFIA,RESSONÂNCIA MAGNÉTICA, BIÓPSIA, PUNÇÃO LOMBAR, ...
Com tantos exames e procedimentos em cada episódio de HOUSE, você vira craque em saber para que cada um serve mesmo se nunca pisou em um hospital

5.COMEÇA A DIAGNOSTICAR TODO MUNDO AO SEU REDOR
Se alguém tosse, é tuberculose. Se outro desmaia, você já acha que ele vai precisar de uma cirurgia no cérebro. Se ainda estiver em dúvida: é lúpus! Depois de horas e horas em frente a TV assistindo a série, qualquer um se acha o mestre dos diagnósticos

6.DÁ APELIDOS MALDOSOS PARA AS PESSOAS
Vadia manipuladora para uma médica, cabeção para um menino com deformidades, AMOR IMENSO para outro médico mórmon... House é mestre em dar apelidos ofensivos para as pessoas e cuidado: a mania pode pegar

7.DESOBEDECE AS REGRAS SEM NENHUM ARREPENDIMENTO
Se você acha que está certo, sai de baixo! Inspirando-se no comportamento de House, não existem leis, normas ou códigos de ética que impeçam você de conseguir o que quer

8.COMEÇA A ACHAR A BENGALA DO SEU AVÔ/AVÓ UM MÁXIMO
Andar mancando com uma bengala virou a coisa mais cool depois de Gregory House. E ainda vale usar a bengala para brincar com uma bola, fazer as pessoas tropeçarem e manipular com as emoções alheias

9.ACHA QUE HUGH LAURIE MERECE TODOS OS PRÊMIOS DE MELHOR ATOR DO MUNDO
Primeiro: o cara é inglês e faz um sotaque americano tão perfeito que muitos americanos nem imaginam que ele é da terra da Rainha. Graças a sua atuação incrível, quem acompanha HOUSE torce para Hugh Laurie levar todos os prêmios possíveis

10.ARRANJA SEU PRÓPRIO WILSON
Como House, você tem aquele único amigo que atura sua arrogância, te dá conselhos que você nunca ouve e ainda é capaz de te emprestar aquela grana. E claro, você não dá o mínimo valor para ele...

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Chega de abandono!!! (Até Alfred Nobel resolveu se lembrar)

Relendo alguns dos posts antigos, eu percebi que ultimamente eu não tenho escrito nada que valha a pena ser lido. Tá, passar o olho e dar uma risadinha até vai, mas nada que acrescente algo ao mundo, ou que possa concorrer à alguma das modalidades do prêmio Nobel (sai pra lá, Jean-Marie Gustave Le Clézio, ano que vem esse troço é MEU!!! Martti Ahtisaari, você pode continuar com o seu).

Levando isso em conta, dá pra parar pra pensar qual é a motivação desse pessoal todo pra fazer esse tipo de coisa. Será egocentrismo, autruísmo, ou uma mistura dos dois? Se a gente acompanhar as notícias, é mais fácil pensar que o mundo é um antro de perdição e que a raça humana tende a decair até cavar além do fundo do poço. As vezes é difícil pensar que num mundo onde Hussains, Bin Ladens, Bushes, Lindembergs (sério, o cara entrou pro hall da fama...quem disse que ele tava ferrado DE TUDO?!?!?!) fazem o que bem entendem, possa existir pessoas que se preocupem com a coletividade e o bem geral da humanidade. Mesmo algumas pessoas questionando se o reconhecimento internacional e o prêmio de cerca de 1.000.000,00 de euros não são 99% do estímulo, será que vale a pena passar anos se matando em pesquisas, estudar feito um condenado por décadas, mediar conflitos internacionais (sob risco de retaliação), correr o risco de ser infectado por vírus e outras doenças?

Se for uma pessoa mais materialista, como é que ela vai gastar o milão de euros depois de morto? Olha, eu acredito em vida após a morte, mas tenho certeza que não existe um Banco Divino, ou um crediário do Senhor do lado de lá.

Eu prefiro acreditar que, apesar de tudo o que acontece, que as coisas ainda possam melhorar. Eu não assisto mais telejornal, porque o sensacionalismo que fizeram com o caso de seqüestro da semana passada me deixou enjoada. A repulsa por esse tipo de jornalismo não é de hoje. Mas tem hora que não dá pra sentar na frente da televisão e não começar a criar minhocas na cabeça, do tipo: "Se você sair de casa com uma bolsa vermelha, você vai ser assaltada e colocada no porta malas de um carro" ou "Se você namorar um cara com um nome estranho e cabeça redonda, ele vai invadir sua casa e meter umas balas na sua cabeça".

Indignação? Resignação? Atitude? É quase impossível determinar um padrão de comportamento pra essas situações. O jeito é procurar inspiração nos mais inspirados, como essa frase do William Barclay: "No tempo que temos, é certamente nosso dever fazer todo o bem que pudermos, para todas as pessoas que pudermos, e de todos os modos que pudermos".

Mas aí depois você encontra outra frase, como a do Roberto Campos: "Quando cheguei ao Congresso, queria fazer o bem. Hoje acho que o que dá para fazer é evitar o mal".

Vai entender.

(Ei, nem tudo é perfeito. Nem mesmo a utopia)

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Poatz

Gente, eu tenho que compartilha essa...

Achei no blog Olhe para o Teto uma dieta FORTÍSSIMA...pra emagrecer rapidinho!!!

Eu vou até transcrever o post, porque se apagarem pelo menos daqui não sai...rs


"Receita para emagrecer rápido 1
(Janeiro 18, 2008 ·)

Coma 1 mamão de manhã e mais 3 activia de ameixa;

Almoço: Um mamão e um copo de diet shake de fibras;

Lache: 2 copinhos de activia com linhaça e 5 yakults;

Janta: Chá de Sene.

Na mesma noite vc sentirá a diferença, pois cagará até o cérebro.

Bjofuinobanheiro"


HUAUHAUHUHAUHUHUAH...5 YAKULTS?!????????!??!!? Vai morrer por trás, isso sim!!!

(PelamordeDeus!!! Ninguém é doido de fazer mesmo....ou é?!?!?! o.O)

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Psiu!

Só pra não deixar o blog abandonado de todo...rs

Eu tô sendo massacrada por várias coisas. Tenho que escolher entre estudar, respirar, comer e dormir. Meu, tá muito difícil acordar pela manhã, vocês não têm IDÉIA!!! Mas bora continuar, né, porque a vitória só vêm para aqueles que fazem por merecer (acho que alguém me disse isso, e mesmo brigando com todas as minhas forças para acreditar que as coisas ÀS VEZES CAEM DO CÉU, sou obrigada a concordar...=P)

Se até 16 de novembro eu tiver viva, escrevo mais depois.

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Histórias do Além

Roadbee: Ai ai..precisava ir pra Stonehenge agora....
Don King: passar frio?? kkkkkkk
Roadbee: Sofrer influências extraterrestres
Roadbee: sério, o lugar é meio assombrado
Don King: kkkkkkk.... isto no ecxiste! kkkkk
Roadbee: Pero que sí...no es una difamación!
Don King: kkkkkkk... pq meio assombrado??
Roadbee: tem uma vibe mt estranha
Roadbee: tipo, parece q vc ouve aquelas musicas de suspense dos filmes.......o lugar tem trilha sonora!!!
Don King: kkkkkkk... q legal! quero ir pra lá! (mais um ponto turistico pra lista,... kkkkk)
Don King: Dizem q um lugar do demônio são os arredores de Auschwitz....
Roadbee: nossa, eu nem quero chegar perto dali
Roadbee: imagina qnd gente morreu ali?
Don King: dizem q vc tem vontade de chorar o tempo todo... q não dá pra dormir nem a pau...
Roadbee: nossa, então nem ferrando eu posso ir....sou mt sensível p/ essas coisas...eu ia me matar lá...rs
Don King: kkkkkk.. e pior q as minhas fontes (?!) são as do tipo durões-insensíveis-e-foda-se.. kkkkkkkk
Roadbee: e os caras choraram???
Don King: um teve q beber até desabar.. e o outro teve q ligar pra mãe...O.o
Roadbee: =O
Roadbee: caramba...então é punk msm
Don King: imagina q lugarzinho a pampa... kkkkkk
Roadbee: vc tem q ir direito pro Vaticano, pra tirar o capeta do corpo...uauauuahhua
Don King: kkkkkkkkk... se bem q o vaticano tb não pare dos lugares mais suaves né?? kkkkk
Roadbee: sei lá...mas com certeza mais light q Auschwitz..rs
Don King: kkkkkkk... com ctz
Roadbee: Pq eu, só de ler uma reportagem de lá, já fiquei td arrepiada
Don King: alias, até falar de lá é ruim.. credo.. kkkkk
Roadbee: tá sentido??!???!?
Roadbee: enfim...vamos prum Assunto mais light.....
Roadbee: ...Hitler!!

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Cadê Morpheus?

"Seu futuro depende de seus sonhos. Então, vá dormir!"

Apesar da ironia da frase, Deus sabe que preciso MESMO de umas boas 18 horas de sono. Tô podre!!! O curso tá me esgotando a cada dia que passa. Minha cabeça parece uma esponja que se amplia pra tentar absorver coisas e mais coisas.

Olha, se isso tudo não der certo, vou precisar de alguém pra descontar toda a minha fúria...

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Atualizando os babados...

Então gente...pra manter os fiéis leitores (!) em dia....decidi mesmo prestar o concurso. Comecei a fazer um curso (regime universitário - meu, como eu tô desacostumada!!!), pra prestar a prova no dia 16/11. Daqui pra frente, a coisa vai ficar meio turbulenta, acho. Mas conto com as vibrações positivas de vocês, porque vou precisar de muitas.

Mais pra frente eu vou ver se consigo postar alguma coisa sobre ele (o curso), porque o primeiro dia foi meio bizarro. Aliás, cada dia é uma bizarrice diferente.

Conto mais depois.


terça-feira, 26 de agosto de 2008

COMO GASTAR SEU TEMPO

Seguindo a proposta do blog do Rafa, vamos entrar na brincadeira!!!

Quatro empregos que eu já tive:

1 – Auxiliar de Escritório
2 – Reservas.
3 – Auxiliar de Escritório.
4 – Analista Judiciário (Se papai do céu deixar =D).

Quatro filmes que eu assisto sempre que passam:

1 – 10 Coisas Que Eu Odeio Em Você
2 – Alguém Tem Que Ceder
3 – Twister
4 – Assassinos

Quatro lugares que eu já morei:

1 – Vila Formosa
2 – Vila Antonieta
3 – Belém
4 – País da Maravilhas

Quatro programas de TV que eu gosto (Impossível escolher, mas vamos lá):

1 – Bones
2 – Chuck
3 – Pushing Daisies
4 – Watch Over Me (Jack IS hot...o que posso fazer?!?!?)

Quatro pessoas que me mandam e-mail regularmente:

1 – Maévi
2 – Rodrigo
3 – Joel
4 – Marina

Quatro coisas que você faz todo dia sem falta:

1 – Assistir TV
2 – Comer
3 – Ver e Enviar e-mail.
4 – Olhar pro céu

Quatro comidas favoritas (Putz...impossível também...):

1 – Pão (todos os tipos, tamanhos e cores)
2 – Ovo
3 – Doce de Leite
4 – Maçã

Quatro lugares onde eu gostaria de estar:

1 – No pico do Himalaia
2 – Moscow
3 – Tokyo
4 – Machu Picchu

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

That's Okay

Nota: Devido aos inúmeros problema da minha internet (ambas), eu não pude postar antes. Mas abaixo tem dois posts novos. Comentem!!! =D

13 de Agosto de 2008...

Meus pesadelos acabaram!!! Não vou mais precisar entrar na Goela de Lúcifer por um bom tempo!!!!

Hoje aqui no fórum tá bem tranquilo. Fui atendida por pessoas legais e o serviço foi bem rápido. Prometi que não ficaria mais reclamando, já que eu ando bem chateada com meu excesso de peso. Deus me faz ir pro fórum pra fazer exercício, tenho certeza. Veja bem, só pode ser: a semana que eu reclamo mais, eu tenho que ir duas vezes. Murphy, talvez?!?!? É, acho que tem dedo dele também.

Mas eu não consigo fechar a boca!!! Eu tô morrendo de fome essa hora (16:54), e, tá, já passou a hora do meu cafezinho há muito tempo, mas eu tô começando a achar que sou um filhote de draga!!! Grrrrr... Eu acho que quando a gente nasce, a gente vem programado pra odiar legumes.

Porque tudo que é bom faz mal e engorda??!?!?!?! =(

31 de julho de 2008...

Homem é tudo igual mesmo. Se juntar mais de três então, putz. Só sabem falar de mulher, bar e carro.

Tá, eles não estão falando de nada disso, tão falando de restaurantes. Mas envolve balada, é que outro assunto que leva a falar das pegadas - mulheres.

Meu mau-humor se dá por eu estar escrevendo isso do fórum trabalhista, o Ruy Barbosa (na verdade eu escrevi num caderninho, pra postar mais tarde). É o 2º lugar do mundo que eu mais odeio (o 1º lugar eu deixo em aberto pra possiveis ataques de ira).

Não me levem a mal. O ambiente não é dos piores. Mas tá longe de ser o melhor. As pessoas são até que bonitas (uma porcentagem considerável, pelo menos). É até legal puxar conversa com algum daqueles estagiários engravatados bonitinhos. Mas nos dias bons.

E hoje não é um dia bom.

(O cara sentado na minha frente...ele SECOU aquela menina!!! Só porque ela deve tá usando um jeans uns 2 números abaixo do dela de verdade. O que, na minha opinião, merece de verdade a careta que ele fez. E EU VI A CARETA!!!)

Enquanto eu ouço as ladainhas de um grupo de, bom, peões da gravata (eles estão falando agora de um cara que tem a voz fina, e que conseguiu casar - coitado do cara!!!) eu crio raízes aqui na sala de espera de uma certa vara trabalhista, esperando as cargas dos processos ficarem prontas. Aí eu penso: quantos casos de processo daqui são de pessoas que só querem ganhar dinheiro...um dinheiro que talvez nem faça falta. Mas um dinheiro que são DELAS. Ou não. Sabiam que pessoas falsificam assinaturas, fraudulentam depoimentos, por causa de R$ 10,00 a mais no final das contas??? É absurdo a que ponto chega a mesquinharia das pessoas. E eu nem vou começar a falar do sistema judiciário brasileiro, senão eu vou acabar sendo morta pelo governo.

Acabei de comer um dos melhores croissants de São Paulo (juro, sem brincadeira), e é ótimo sentar num lugar silencioso (sala de espera de uma outra certa vara trabalhista). Não tem nem um mosca zumbindo. Mesmo porque, se tivesse, com certeza também ia ser processada por algazarra em órgão público. Mas também esse silêncio sepulcral dá a impressão de poder sentir todo o peso do enorme bloco de concreto que é esse fórum - ou as portas do inferno, como eu carinhosamente chamo.

São 17:00 horas agora e nem sinal do Boss. Fui estúpida de vir de botas, porque meus pés tão me matando, de subir rampas e correr pra pegar um dos elevadores. Eu tô doida pra sentar no carro, tirar o sapato e cochilar durante o trânsito absurdo da Marginal Tietê. Como cabe tanto carro em São Paulo?!?!?!?

Falando nos elevadores, ajudar perdidos também faz parte do meu trabalho. Também, com 16 elevadores, faz sentido que os novatos fiquem perdidos com tantas setas e com a separação de:

- 0, 10º andar e subsolos (lado par - bloco A)
- 0, 10º andar e subsolos (lado ímpar - bloco A)
- 0, 10º ao 18º e subsolos (lado par - bloco A)
- 0, 10º ao 18º e subsolos (lado ímpar - bloco A)
- 0, 10º andar e subsolos (lado par - bloco B)
- 0, 10º andar e subsolos (lado ímpar - bloco B)
- 0, 10º ao 18º e subsolos (lado par - bloco B)
- 0, 10º ao 18º e subsolos (lado ímpar - bloco B)

Doideira, né? Mas olha só: segurar a porta, além de cortesia, é uma ótima tirada, e muito eficaz pra conhecer gente. Aí, pensando nisso, elaborei a lista abaixo:

COISAS QUE APRENDI NO FÓRUM

- Cortesia garante tornozelos intactos;
- Não importa o quão cheio o elevador esteja, tem sempre alguém que achA que cabe mais um.
- Se você segura um volume de processo, não importa a faculdade que você fez, você vai ser chamada de doutora;
- Quanto mais bonito o estagiário, menos agradável e interessante ele vai ser;
- Falar baixo é imprescindível, ou todo mundo vai saber que você falou merda quando servia de testemunha;
- A quantidade de caretas recebidas será equivalente à quantidade de gordurinhas que vocês espremer naquela calça um número menor;
- Cuidado ao fugir do padrão calça preta + camisa. Você corre o risco de deixar aparecer sua calcinha estampada;
- Quanto mais perua você parecer, mais nojentice, linha dura e indigna de compaixão você vai aparentar; e mais tapada também.
- As pisadas sempre sobram para as boazinhas;
- Quanto maior o cargo hierárquico que você tiver, mais cedo você vai pra casa;
- Não reclame dos corinthianos: eles podem dividir um elevador LOTADO com você;
- Não fale com gente importante a menos que eles falem com você primeiro;
- Se você quer alguma coisa feita rapidamente, finja que está sendo legal com a pessoa que faça o que você precisa.

E é isso, minha gente. Enquanto minha vida não sofre o toque do destino, semana após semana eu vou ter que colocar meu melhor sorriso falso e gastar mais sola de sapato no prédio do Lalau. Claro, existem coisas muito piores. Como ser limpador de vidros de arranha-céus, repórter e cobrir a guerra Rússia x Geórgia, ou simplesmente ser porteiro do Corinthians.

Mas quase todas (salva pelo último, claro), tem suas recompensas. ;D

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Efeito o que? Estufa?

Por mais que eu ame São Paulo, não dá pra negar que o clima é pra lá de maluco. Depois de passar uns dias aí dormindo embrulhada em dois edredons, adivinha como o dia tá hoje????

Sim. Siiiiiiiiim. Quente e ensolarado.

Não é à toa que eu e metade de São Paulo estamos brigando com a gripe, dor de garganta e todos aqueles sintomas chatos de mudança de tempo repentina. Aí, se você vai observar o problema, você acaba entrando em processo de negação. Por que os culpados, meus amigos, somos nós mesmos.

Você acha que ter consciência ambiental é difícil?

A gente não sabe de nada...rs

terça-feira, 22 de julho de 2008

Aproveitando...

...o post abaixo, a última vai para os meninos. Confere a informação??? (Huauhahuhuhhuahua)

(retirado do site Macaco Tião)

Prazer ou pura necessidade?: Comida

Bom, a partir de hoje eu vou fazer uma série de posts sobre as necessidades humanas que têm se tornado cada vez mais prazeirosas. A primeira parte será sobre uma coisa que eu particularmente amo.

A alimentação sempre foi uma necessidade do homem, por ser o meio básico e extremamente necessário de sobrevivência. Sabemos que podemos ficar até 3 semanas sem comer, até chegar ao estado de desnutrição extrema, ocasionando a morte.

Mas confessa: quem consegue ficar mais do que 6 horas sem enfiar um pãozinho que seja na boca??? Muitas das interações sociais acontecem em torno da comida: reuniões de família, negócios, casamento, aniversário, e comemorações de todos os títulos. Esses costumes na verdade são tão antigos que até na época de Jesus, reuniões importantes aconteciam à mesa. Na antiga Roma, verdadeiros banquetes eram preparados. A refeição se tornou mais do que um ritual presente em todas as culturas do mundo. Se tornou sagrado.

Aí vem a era moderna. Calças strech. A invenção do bíquini (inimigo #1 das gorduras localizadas). Culto à beleza.

E as malditas calorias ganharam fama.

Não se vai a lugar nenhum sem ver ao menos uma pessoa fazendo as contas de quantas calorias vai enfiar goela abaixo. O imbecil de começou tudo isso devia ser eliminado da face da Terra.

Peraí. Mas ele já foi!!!

Afinal, essa paranóia que atinge a maioria esmagadora das mulheres - e uma parcela de homens que cresce a cada dia - é tão antiga quanto o tempo. Claro que os padrões de beleza mudaram muito nos últimos século - e até décadas -, mas cada época teve sua zica presente. Evitava-se ingerir certos alimentos que diziam causar isso ou aquilo.

Aí veio o colesterol. As gorduras saturadas. A gordura trans. As veias entupidas, a obesidade, a anorexia, a bulimia, e foi decretada a morte do prazer sem culpa. Porque hoje em dia, comer bem, até pode. Mas se você cair duro vítima de uma mutação genética causada pelos transgênicos, intoxicado pelos agrotóxicos presentes nas verduras ou por excesso de nutrientes e saúde causado pelos orgânicos, não culpe o garçom.

(Mas isso tudo não me impediu de fazer um pavê de limão e morango hoje =D...ADORO!!!)

quinta-feira, 17 de julho de 2008

O poder dos muitos

Eu fiquei sabendo desse cara só essa semana. Aparentemente, ele já é famoso, como o cara que dança na internet. Matt Harding é um cara que teve uma idéia simples, e conseguiu fazer um grande barulho.

A primeira vez que vi o vídeo, só pensava: QUE INVEJA!!!!!!!!!! O cara viajou o mundo pra fazer aquela dancinha ridícula e engraçada. E mais: recebendo pra isso!!! Sim, porque ele foi patrocinado por uma empresa de chicletes, e era PAGO pra viajar.

Puta mundo injusto!!!!!!!!!!!!! E eu?!?!???!?!?!?!?!? Se alguém me patrocinar eu dança até a Macarena no Tibete. Sem brincadeira. =D

Mas o que me tocou mesmo nesse vídeo, além de ver pessoas juntas, em várias partes do mundo, pra fazer uma coisa simples, foi a música. Chama-se "Praan", que quer dizer "aquilo que não se olha atentamente" (eu procurei num dicionário de bengali, e, se eu entendi direito, é isso mesmo...rs). É uma música inspirada no poema "Stream of life", de Rabindranath Tagore (um poeta bengali). O poema é lindo, e eu achei uma tradução em inglês no blog PenginSix

The same stream of life that runs through my veins night and day
runs through the world and dances in rhythmic measures.

It is the same life that shoots in joy through the dust of the earth
in numberless blades of grass
and breaks into tumultuous waves of leaves and flowers.

It is the same life that is rocked in the ocean-cradle of birth
and of death, in ebb and in flow.

I feel my limbs are made glorious by the touch of this world of life.
And my pride is from the life-throb of ages dancing in my blood this moment.

Que, em uma tradução livre, seria como...:

A mesma corrente de vida que corre pelas minhas veias noite e dia
corre pelo mundo e dança de maneira ritimada.

É a mesma vida que se lança em alegria pela poeira na terra
em numerosas lâminas de grama
e estoura em ondas tumultuosas de folhas e flores

É a mesma vida que é embalada pelo berço oceânico do nascimento
e da morte, em altos e baixos.

Eu sinto que meus pulmões são gloriosamente feitos pelo toque deste mundo de vida.
E meu orgulho é da batida das eras dançando no meu sangue neste momento.

Achei o nome da música muito pertinente. Quantas vezes nós passamos por situações, ou vemos coisas, mas não enxergamos de verdade. Acho que o vídeo exemplifica muito isso.

Observemos, então, caríssimos. Vamos prestar mais atenção ao nosso redor, e, principalmente, às coisas pequenas.

=D

sexta-feira, 11 de julho de 2008

Só pra constar...

...acabei de tomar minha medicação.

Tô bem agora.

(Eu quero que dezembro chegue loooooooogo)

quinta-feira, 10 de julho de 2008

Feelings...all that I have are...feelings

Recordações são importantes...quando o que se recorda vale a pena recordar.

Hoje o dia começou com muita nostalgia. Quer dizer, começou e permaneceu, já que até agora aquela imagem cheia de bolhas de sabão não sai da minha cabeça. É uma coisa que acontece bastante comigo, principalmente em certas fases da minha vida.

Ultimamente, tenho saudades de quando eu não precisava tomar decisão (ahhh fácil, né?!?!?!?). De quando eu nem precisava escolher o que vestir, muito menos o que fazer da vida. Acho que o pior do que não saber que fazer (deja vù, alguém?) é não saber decidir.

Pra ser mais sincera ainda, eu tô nessa enrascada. É o seguinte: acho que chegou a hora de parar de brincar de Casa da Barbie e tomar uma posição na vida. E nisso eu tenho algumas opções nas quais me basear. Vamos às portas:

Porta 1. Concurso público

Eu preferia ser palhaço de circo. Maaaass, pensando do ponto de vista de uma pessoa adulta, responsável e coerente, taí uma oportunidade de sustento como nenhuma outra. O problema: tenho q passar cerca de 300 horas fazendo um curso que vai sugar toda a minha força física e emocional, e fazer eu cavar um buraco no canteiro do meu prédio pra me enfiar até o dedão do pé (olhando da ótica inversa, claro - cabeça pra baixo, pés pra cima)

Porta 2. Intercâmbio

Disparado, o que eu quero. O problema: $$$. Eu sou meio orgulhosa (é, eu reconheço), e pra isso acontecer agora, eu tenho que pedir $$$ emprestado. Maldito signo de Touro que me faz ser esse poço de teimosia!!! Pra isso dar certo, eu tenho q fazer a opção 1 (é tão medonha que nem consigo escrever de novo), e assim escolher meu novo país de moradia.

Porta 3. Violino

Quem me conhece sabe que eu sou louca por música. Que tenho um gosto tão eclético, mas tão eclético, que Vivaldi e Marilyn Mason sentariam lado a lado. Eu sou simplesmente apaixonada por música, e música clássica. Meu sonho é figurar entre aquelas dezenas de músicos em uma orquestra sinfônica. Eu sempre quis fazer aula de violino, ou de flauta, ou piano, ou qualquer instrumento. Agora é quando eu tenho tempo. Só que, não quero fazer isso como hobby. Eu queria fazer pra valer. Me enfiar de cara, estudar mesmo, trabalhar com isso.

(Nossa, acho que eu não soube explicar qual o problema direito. Mas enfim)

Qual o limiar que te permite fazer uma escolha entre prazer e necessidade? Quando você sabe que está pensando da maneira que tem que pensar pra tomar uma decisão desse porte? Uma decisão que pode não só mudar as coisas hoje, mas que podem definir um futuro?

Eu só tenho uma coisa pra dizer:

SOCOOOOOOOOOOOOOOORRO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Desculpa, mas eu tô meio assustada. Tem gente que fala "Se não der certo, você muda". Tá, mas olha só, eu sou daquelas malucas que não lidam bem com fracassos. Claro que já tive. E muitos. Só que é dificil levantar dum tombo. Você fica tentando saber de onde veio a voadora que te derrubou.

É aí que bate aquela sensaçãozinha de "Ahhhh como eu era feliz". E de todos os momentos que eu não precisava pensar nisso. Já descobri que descontar ansiedade em comida não dá certo - e pesa no meu bolso.

Alguém tem outra sugestão? =/

segunda-feira, 7 de julho de 2008

Definitivo

Definitivo, como tudo o que é simples.
Nossa dor não advém das coisas vividas, mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram.

Sofremos por quê? Porque automaticamente esquecemos o que foi desfrutado e passamos a sofrer pelas nossas projeções irrealizadas, por todas as cidades que gostaríamos de ter conhecido ao lado do nosso amor e não conhecemos, por todos os filhos que gostaríamos de ter tido junto e não tivemos,por todos os shows e livros e silêncios que gostaríamos de ter compartilhado,
e não compartilhamos.

Por todos os beijos cancelados, pela eternidade.

Sofremos não porque nosso trabalho é desgastante e paga pouco, mas por todas as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema, para conversar com um amigo, para nadar, para namorar.

Sofremos não porque nossa mãe é impaciente conosco, mas por todos os momentos em que poderíamos estar confidenciando a ela nossas mais profundas angústias se ela estivesse interessada em nos compreender.

Sofremos não porque nosso time perdeu, mas pela euforia sufocada.

Sofremos não porque envelhecemos, mas porque o futuro está sendo confiscado de nós, impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam, todas aquelas com as quais sonhamos e nunca chegamos a experimentar.

Por que sofremos tanto por amor?

O certo seria a gente não sofrer, apenas agradecer por termos conhecido uma pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso e que nos fez companhia por um tempo razoável, um tempo feliz.

Como aliviar a dor do que não foi vivido? A resposta é simples como um verso:

Se iludindo menos e vivendo mais!!!

A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do sofrimento,perdemos também a felicidade.

A dor é inevitável.

O sofrimento é opcional...

(Carlos Drumond de Andrade)

quarta-feira, 2 de julho de 2008

quinta-feira, 12 de junho de 2008

Love is in the air....everywhere I look around

Dia 12 de junho é dia dos namorados no Brasil. E só no Brasil. Eu tava pensando em fazer um post legal sobre o dia dos namorados. Enumerar frases, colocar fotinhos e tal. Até pesquisar algumas coisas bacanas.

Mas quer saber?

Não tô no clima. Sério mesmo. Sem drama, sem choramingos. Eu só não tô no clima. Mas pra não deixar passar em branco, fica aí uma coisa que ou eu ouvi, ou eu li, ou eu criei, ou um duende verde me contou. Sinceramente, não consigo estabelecer isso agora =D. Lá vai:

"O amor...está dentro de nós"

Então é isso aí. Se você não tem um par de pernas pra se enroscar hoje, um par de beiços pra lascar um cala-a-boca, se o único ombro que te sobra é o ombro do sofá, não se desespere.

Ame-se muito.

Tudo é criado primeiro lá dentro. Pra depois ir pra fora.

Edit: Lo, eu te amo!

quinta-feira, 29 de maio de 2008

EU VOU SER TIA DE NOVO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

...U-HUUUUUUUU!!!!!!!!!

Minha irmã mais velha tá grávida. De novo.

O placar atual é:

Filhos 0 x 3 Sobrinhos

quarta-feira, 28 de maio de 2008

"Bom Dia, eu sou fulano da empresa Z e gostaria de te oferecer..."

Todo mundo já atendeu o telefone e ouviu essa frase, pelo menos uma vez. O pior: sempre à noite, ou naquelas horas em que você simplesmente não tá com saco pra responder, muito menos argumentar nada com ninguém. Inspirada pelo post de uma amiga, eu resolvi fazer a pesquisa da semana pautada nisso: qual a melhor desculpa para se dar contra o telemarketing?



"Alô?? Alô?? Alôôôôô??? Xiiii acho que caiu..."

Corta e diz: "Eu não estou interessado". E desliga.

"O responsável está viajando e não posso passar detalhes"

"Olha, amiga, tô entrando numa reunião agora preciso desligar..."

"Estou desempregado"

"Tenho nome sujo na praça"

"Eu sou a empregada doméstica, tô sozinha, e eu só limpo aqui...não tem ninguém"

Finja que é gago: "A-a-al-alô... a-aq-aqu-aq-aqui é o Maa-aaaarc--aaaa-ce-lo... e-e-e-eu nã-ã-ã-ã-ão uso ca-ca-ca-car-rrrrr-tão..." * a melhor do dia

"Que bom que voce ligou! Estava tão sozinha, querendo alguém pra conversar..." e ai começa a contar as ladainhas da sua vida, não deixando o atendente falar.

"Eu tenho 12 anos, nem sei o que é isso que você tá falando..."


***
Mais sugestão, podem deixar nos comentários.

xxx

domingo, 18 de maio de 2008

A incógnita não é bem o X...

Como lidar com coisas que não se sabe que se tem??? (Talvez isso entre na última pesquisa...rs. Juro que não foi de propósito!!!). Se já é dificil lidar com coisas corriqueiras, ainda aparecem outras coisinhas que deixa a gente mais perdido ainda.

Conhece-te a ti mesmo, disse ele. A resposta para muitas perguntas é a capacidade de olhar e analisar uma coisa que está tão perto, e ao mesmo tempo tão longe: nós mesmos. A gente tem mania de analisar as coisas quando se refere aos outros, né??? Mas quando o calo que aperta é o nosso, a gente perde aquele sentimento julgador e passa ao desculpismo. Tem motivo pra tudo! Tem justificativa pra tudo!

Talvez a grande dificuldade seja o medo. O medo de perder o controle das coisas, e muitas vezes tudo o que é novo acaba colocando essa pressão.

Essa semana eu prometi que vou começar diferente. Aceitar o novo, e pensar mais e melhor no velho. Porque um e outro, não importa o quanto a gente lute contra, vão continuar andando juntos.

quinta-feira, 8 de maio de 2008

Blague

É estranho quando a gente se pega pensando em como as coisas vão ser... vc começa a imaginar o lugar, as pessoas, até a trilha sonora. Mesmo que quando chegar a hora, nada for como a gente pensou, a gente vai lembrar desse momento.
As vezes eu penso em como eu gostaria que minha vida fosse. Tranquila, mas cheia de coisinhas especiais. Uma pessoa que me faça rir, uma data especial, um dia inesquecível. Será que isso só fica na nossa imaginação? Ou será que a gente vive um pouco, enquanto sonha?



segunda-feira, 5 de maio de 2008

Tio, e quando eu tô perdido?

A pesquisa dessa semana mostrou que o povo, quando tá perdido, continua perdido por um bom tempo. A pergunta foi: "O que fazer, quando não se sabe o que fazer?"

Nada
Não faça nada. Pior que não agir é agir errado
Nada...até saber o que fazer.
Pergunta à alguem que saiba
Compra feito
Orar
Chorar
Manda pro xxxxxxxxx@xxxxxxxxx.xxxxxxx.com.br
Deposite 100 reais para: xxx

****************************Comunicado geral*****************************

Propagadas no blog e filantropia só mediante pagamento - ANTECIPADO!

Uma boa tarde à todos.

******************Voltamos à nossa programação normal******************

Nada. Qualquer coisa a melhor opção é se fingir de morto" * a melhor do dia
Dormir
Escreve sobre o que fazer quando não se sabe o que fazer


Devido à pedidos, nas próximas semanas vou tentar postar dicas para as horas de ócio puro e supremo..ou puro/supremo. Sugestão sempre são bem aceitas. Na verdade, a minha resposta seria: "Descubra".

Bem no imperativo mesmo. Tipo, se vira, mas descubra. Bem autoritária.

sexta-feira, 2 de maio de 2008

Chumboooo!!!

Ahhhhhhh que tarde boa!!

Tá um aguaceiro lascado lá fora. O céu tá cor de chumbo, o que significa que a atmosfera tá toda ionizada, e íons melhoram o humor!!!

Bom, não sei quem foi o doido que falou isso, porque, se é verdade, por que as pessoas ficam mal-humoradas quando chove? Cinza sempre foi associado à tristeza e depressão. Mas eu acho uma cor que serve de base pra se pintar outras por cima. Só de colocar a cabeça pra fora na janela e respirar fundo parece que as baterias foram todas recarregadas.

Além do mais, hoje é sexta. Ontem foi feriado. O que quer dizer que amanhã posso dormir até ficar dolorida.

Como não vou ficar feliz?

Estrelas

What is it there, between the stars?
As we look to then, to Venus and Mars
The shepherd takes his last sheep
His mind is above, inside its most deep
Can we say it is alive?
Can we feel it behind?
The shine blinds our eyes
Coming from the great unseen
Right to our hearts

(Dia friozinho, muita chuva. Do jeito que eu gosto ;D)

quinta-feira, 24 de abril de 2008

...E tudo tremeu

Gente, que negócio é esse de terremoto aqui no Brasil??? A gente tá acostumado a ver isso na televisão, terremoto nos EUA, no Japão, no Chile...mas aqui??? Eu não senti nada (graças a Deus, senão ia ficar apavorada), mas só de saber que isso agora não é tão estranho para nós dá um friozinho na barriga...

Dia 22/04 (ainda por cima do dia do meu aniversário...é mole?) ocorreu um terremoto a 215 km da costa paulista (São Vicente) cujos reflexos foram sentidos até o interior de São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Paraná.

Olha, não sei. Eu acho que as coisas nunca são por acaso. Nem os fenômenos da natureza. A cidade tava tão ligada no caso do assassinato da Isabella que tava sufocando todo mundo, não só os familiares e os envolvidos diretamente. Talvez a gente precisasse mesmo de um "sacudão" para tirar toda a atenção de cima disso. Já é tão difícil por si, e fica mais difícil com as pessoas vibrando negativamente.

O negócio é torcer para as coisas se resolverem e que os culpados sofram as conseqüências da maneira que mecerem. Nem mais, nem menos. É complicado falar de "punição de mais", porque a monstruosidade do ato é inimaginável para a maioria das pessoas. Como se punir... a morte? Tirar a vida de alguém... como se paga por uma coisa dessas? Acho que não devemos pensar da mesma forma que eles. Tiveram uma mentalidade doentia, pelo menos no momento, são seres imperfeitos, e, por mais absurdo que pareça, merecem ser tratados como seres humanos. Os mesmos seres humanos que eles não foram.

É para pensar.

Eu achei essa imagem no site da Folha. Se longe desse jeito fez estrago, imagina o que ia fazer se fosse mais perto???



terça-feira, 22 de abril de 2008

terça-feira, 15 de abril de 2008

Um certo fazedor de tortas...

EEEEEEEEEEEEEEEU SABIA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Eu tinha certeza de que Pushing Daisies ia ser legal...e não deu outra. Se eu tava apaixonada pelo Ned antes, agora fiquei obcecada!!! O cenário é tão colorido, e as roupas da Chuck são tão legais...eles formam o melhor casal das séries de TV!!! (Bom, UM dos...junto com o Booth/Brennan, Mick/ Beth e Chuck/Sarah)

Me pergunto se vício por TV é doença, e se for, se um dia vai ter cura. Mas por enquanto, o que não mata, ENGORDA!!!!!!!!!!!!! (Ahh se engorda...)



Edit: Elo, eu só me referi à séries que ainda passam...se eu fosse falar das séries antigas, vixe, a lista ia ficar enorme: Jack & Jill, Lor & Luke, Mulder & Scully, Fran Fine & Mr. Sheffield...blá blá blá...=D

quarta-feira, 9 de abril de 2008

Hoje eu preciso FALAR (desesperadamente)

Acordei com faniquito. O que eu tinha de contida ontem, hoje foi pro brejo. Já falei no telefone, já escrevi e-mail quilométrico, mas ninguém...NINGUÉÉÉÉÉÉM mais fala comigo. Já que o povo debandou, o jeito foi apelar pra cá. Minha boca funciona como um motorzinho interminente, mas os dedos criaram uma capacidade e velocidade de expressão que até eu fique assustada ultimamente. Eu tenho necessidade patológica de conversar. Eu não sei porque, só sei que tenho. Então, como diria o pequeno Buda Samurai (rs): Tô carente, prestem atenção em mim!!!

Brincadeira, não é tão mal assim. É que depois de um tempo, parece que bate a necessidade de usar um salto alto pra gente ver que as coisas não são tão ruins. Mulher tem dessas coisas. Todas têm, não importa que digam que não. Sabe aquela história da grama verde do vizinho? É tudo verdade, mas é pra todo mundo. O vizinho também fica de olho na sua, e isso vira um ciclo maluco de cobranças e disputas. Ontem eu vi que existem problemas tão estranhos quanto os meus; se não mais. E, com isso tudo, eu pergunto: qual o sentido de parar e esperar o bonde passar?

Tudo bem que salto alto não é a melhor opção pra sair correndo atrás das coisas (não literalmente, pelo menos). Mas parece que, pelo jeito, hoje funcionou.

terça-feira, 8 de abril de 2008

Hoje eu preciso pensar

Tem dias que a gente acorda no branco. Digo no branco porque parece que a vida tem um buraco, uma lacuna que a gente ainda não sabe como foi parar lá, muito menos como preenchê-la.

Hoje foi um dia desses.

Talvez pelo próprio clima, pelo céu cinza que eu vejo agora pela janela. Pelo barulho dos ônibus passando por cima do asfalto molhado. Lembrar de que hoje é um dia comum, onde as pessoas acordam e vão trabalhar. Talvez pensando em tudo. Talvez pensando em nada. Introspectos num mundo onde o acesso é extemamente restrito. A senha? Ninguém sabe.

A sensação de solidão não é uma característica física, mas um estado de espírito. As vezes milhões de pessoas ao seu lado não preenchem o espaço de uma só. Na maioria das vezes, de você mesmo. Nessa horas é dificil pensar em soluções, uma hora onde a pressão é esmagadora. Aquela chave pequenininha que fica no fundo da gaveta, sabe? Coberta por milhões de outras coisas que um dia foram importantes, cobertas por outras que são indispensáveis. E outras cruelmente necessárias.

O que me resta é caminhar. Caminhar por entre luzes e sons que eu não ouço. Procurar no menor dos objetos o consolo de um vida de fábulas. Uma vida onde a fantasia dita as regras, e onde o lágrima não tem vez. Sonhar com um futuro improvável, pra não dizer impossível. Mas ainda sim, esse pequeno objeto, consegue fazer o que muitas coisas diárias não conseguem: libertar o grito preso e o sorriso que estava, inexplicavelmente, trancado num canto do coração.

quinta-feira, 20 de março de 2008

Feriado à Passarinho

Tudo bem que o feriado pede peixe. Mas, seguindo a tradição ou não, o cardápio dos campeões seria composto por:

Nhoque
Lasanha
Feijoada
Polenta frita
Batata frita
Carne
Onion Rings
Arroz Integral na panela de barro
Capeletti a bolonhesa
Strogonoff
Arroz
Feijão
Filet a parmegiana
Purê de Batata
Bolinho de Soja


(Meu Deus...só mente gorda...hauahuahuahuhuauhahu)

sexta-feira, 14 de março de 2008

Humores de Sexta-feira...(Updated!!!)

...embalados por:

"Aqui" - Ana Carolina
"Only Hope" - Mandy Moore
"Walking on Sunshine" - Katrina and The Waves
"Poema" - Ney Matogrosso
"O que eu quero mais é ser rei" - O Rei Leão
"Stand by me" - Beatles
"Suffocation" - Mr. Big
"Could be anything" - The Eames Era
"Give It To Me" - Nelly Furtado feat. Timbaland
"Same Mistake" - James Blunt
"I Remember You" - Skid Row
"Raindrops Keep Fallin' On My Head" - BJ Thomas
"Muitos Choram" - Rosas de Saron
"Cidadão" - Zé Ramalho
"Fada" - Vitor & Leo

(Valeu, gente, pela colaboração!!! Semana que vem tem mais...)

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Would you be my Valentine?

14 de fevereiro. Dia em que os corações do mundo inteiro (menos no Brasil) transbordam amor. Os passarinhos cantam, os sapos coaxam, o céu é azul, as flores são coloridas, as lojas lucram horrores com presentes e cartões, os continentes são todos vermelhos de rosa, declarações de amor, jantares, serenatas...

Ahhhh o amor...


Happy Valentine's Day, guys!


quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Strike is Over!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

AHHHHHHHH ACABOU A GREVE!!! ACABOU A GREVE!!! ACABOU A GREVE!!!

Nossa, que saco que tava essa greve dos roteiristas americanos. Tava cansada de ter que caçar coisas novas, assistir programas velhos, rever episódios antigos (tá, disso eu ainda gosto, mas enfim...). Nessa semana, o sindicatos dos roteiristas e sei lá quem que tava do outro lado, entraram num acordo - ou 98% de certeza que entraram num acordo MESMO - sobre salário e condições de divulgação dos roteiros e programas pela internet.

A reclamação deles era principalmente contra "a nova mídia", o nome que eles dão para a internet, e de como as transmissões online estavam prejudicando principalmente os roteiristas, porque eles recebiam um valor, mas o conteúdo era disseminado descontroladamente pela intenet. Não que isso vá mudar agora, entende, já que vai continuar sendo muito fácil baixar os epísódios dos programas e sempre tem alguém que vai soltar roteiros e essas coisas. Mas acho que eles precisavam de alguma garantia (do que exatamente, eu ainda não entendi direito).

Mas o importante é que novos episódios de Bones, Chuck, Men in Trees e Gossip Girl vão sair. Logo, eu não sei. Mas para uma tv junkie feito eu, alguma coisa é melhor que nada ;D.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

Xin Nian Kuai Le*!!!



















(*Feliz Ano Novo)

Ni hao!!! Sábado foi dia de ir pra China. Não literalmente (infelizmente), mas ir na Liberdade, onde aconteceu a 3ª Festa de Comemoração do Ano Novo Chinês. Segundo o horóscopo chinês, esse é o ano do rato, um ano com possibilidades de poucas guerras e conflitos, poucas catástrofes e bom para investimentos (Atenção, gente: hora de quebrar o cofrinho).

A festa tava bem legal. Experimentei coisas que eu sequer imaginava existirem (suco de inhame com leite e sagú gigante? Alguém?). Yakissoba, guioza e doce de azumi também fizeram parte do cardápio. Fora mais alguma coisa que eu não lembro agora, mas que eu gostei também =D! E eu, como boa gourmand que sou, não podia deixar passar, claro!

Tinha um palco montado no meio da Praça Liberdade, onde teve apresentações de música, dança, kung fu (um cara entortou 22 barras de metal... COM A GARGANTA!!!!!!! EEEEEEEWWWW), teatro (nem vou comentar esse) e roupas típicas de várias dinastias chineses. A coisa mais linda!!! Eu tive que refrear um impulso de correr atrás do palco e roubar uma, pq era uma mais elaborada do que a outra, fora os ornamentos de cabeça. Fiz pedido pro quadrado mágico (abaixo ceeeeetro, superior direeeeeeeito, meio ceeeeentro), gritei "Feliz Ano Novo num chinês" chinfrim. Mas o mais engraçado foi a contagem regressiva. Eu adoro mandarim, e quero aprender a falar um dia. Mas ouvir os números em voz alta com empolgação e uma voz anasalada é muito comédia ("Shiiiiiiiii...jiuuuuuuu...baaaaaa").

Os mascotes das Olimpíadas de Beijing 2008 também marcaram presença. Muito fofos, cabeçudos, mas um deles pulava tanto que eu jurava que ia tomar um capote lá de cima. Ahhh como eu esperei por isso...














E os fogos??? Eu sou apaixonada por fogos de artifício. Tinha uns que eu nunca tinha visto na vida, muito coloridos, que, quando estouravam, abriam um círculo do tamanho do pedaço de céu que dava pra ser visto. Outros que estouravam mais de uma cor por vez, com as pontas vermelhas e o rastro branco, roxo, verde e azul.




















Aí deu 20h30...hora de ir pra casa. Ano que vem tem mais...2009 é o ano do Boi, meu signo.

Hum...meu ano???

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Tv Junkie

É por isso que eu AMO Chuck...

(Chuck: Quarta-feira 20:00 hs, Warner Channel)

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Faltam 33 dias...ou não

Todos os anos, eu acompanho a euforia pré e pós Oscar. Mesmo não assistindo a todos os filmes, eu gosto de ler as críticas, brincar de apostar quem ganha, e meter o pau em quem ganha de verdade. É, a vida é dura assim. Ninguém fica contente com quem ganha. É a mesma coisa em concurso de Miss. Todo mundo sempre acha que tem favoritismo, propina e milhões de pilantragens por trás de tudo.

Fiquei um pouquinho triste pelo Brasil não ter sido indicado. Não assisti "O Ano Em Que Meus Pais Saíram De Férias", e pra ser sincera, acho que nem vou assistir. Mas o espírito patriota bate um pouquinho nessas horas, como em Copa do Mundo. Como turismóloga, gosto de pensar que o mundo é de todo mundo (apesar das leis civis discordarem), mas ver o país reconhecido é sempre bom.

De um mondo geral, gostei das indicações. Cate Blanchett tem cadeira cativa (a gente já entendeu, Academia; mas não se nega que a mulher é boa de verdade). Gostei das indicações da Laura Linney e principalmente da Ellen Page (e não só por dividirmos nomes; gosto dela mesmo). Mas a de atores...foi fantástica: George Clooney, Viggo Mortensen (demorou pra ser indicado), Daniel Day-Lewis (que tudo ele tá em "O Útimo dos Moicanos", hein???) e...Johnny Deep!!!! Até o Tommy Lee Jones tem seu charme.

Despoi do fiasco do Globo de Ouro (que porcaria foi aquela de cancelar a festa??? Não querem escrever, não escrevam, mas pelo menos deixa o povo se divertir!!!!!), eu não quero ter que dormir cedo no dia 24 de fevereiro!!! Eu quero manter a tradição anual: cabelo molhado, edredon, pipoca e café!!!!!!

Bom, é esperar pra ver.

segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

Sonatina Cosmopolita (por E. Malagrino)


"Uma musica breve uma sonatina, vento faz balançar a cortina

Mais não venteia o meu coração...

Lá fora a luz do poste reflete seu reflexo, torto complexo, no asfalto gelado da rua

Onde dorme uma criança, onde o gato mia forte, onde o carro anda em ré

Como pode tanta coisa nessa alma e lá fora a madrugada nem sabe quem sou eu

Quem me dera ser asfalto ter seu brilho ter um gato e sorriso de criança pra viver

Ir pra frente sem marcha alguma até cruzar naquela rua onde acharei você

Fazer dessa criança um homem um futuro tira lá do escuro do frio de do asfalto

Dar ao gato liberdade... Pro carro a cidade...

E a nós um grande amor."