quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Começou com um botão...

Pior do que saber PORQUE a gente é e se sente de tal forma, é NÃO SABER O POR QUE. Que raiva!!! Quando a gente não sabe, não há o que fazer. Tem que esperar passar.

Assisti ontem "O Curioso Caso de Benjamin Button". MA-RA-VI-LHO-SO. Um puta filme. Chorei no final (sério). Me fez pensar em como algumas coisas são do jeito que são, não tem muito explicação e a gente tem que encarar, passar por cima, aproveitar o que a gente tem. Como o Benjamin fez. Em nenhum momento do filme mostra ele se revoltando contra a condição dele, ou sentindo pena de si mesmo. Ele conheceu pessoas, tentou coisas novas, foi a lugares novos, nunca com medo ou receoso por sua condição.


Bom, além da história em si, tem o Brad Pitt e a Cate Blanchett. Adoro eles. A maquiagem e os efeitos do filme são fantásticos!!! A progressão do rejuvenescimento dele, e do envelhecimento dela foram notáveis. Conseguiram fazer ele parecer um rapaz de 18 anos!!! Indico pra todo mundo.

(Ganhou três Oscars. Preciso assistir "Slumdog Millionaire" pra saber se foi justo. Alias, o que foi esse Oscar??? Muito show a maneira que eles entregaram os prêmio dos atores.)

Por que eu pensei nisso tudo, no curso de 12 horas? Porque eu tô daquele jeito de novo. DAQUELE jeito, que ninguém entende e eu não consigo explicar. Sucks, hum?

Deixa pra lá.

Seguindo!


Um comentário:

Renata disse...

Realmente o filme tem pontos brilhantes. Os atores Cate e Brad fizerem muito bem esse processo de envelhecer e rejuvenecer. Tanto que o Brad realmente aparenta ser um menino de 18 anos. Milagre??? Não, não..... talento. Por isso, o oscar de melhor maquiagem foi para o filme.